[Artigo] Vinhetica apresenta ao mercado dois novos rótulos de tinto e espumante

A Vinhetica apresenta ao mercado duas novidades: o tinto Terroir & Tradicion e o espumante Terroir d’Effervescence.Os novos rótulos, que já podem ser encontrados nos principais mercados do país, são destaque na ExpoVinis 2015, feira que acontece entre 22 e 24 de abril, em São Paulo, onde os apreciadores poderão conhecer a linha de vinhos e espumantes da marca.

De acordo com Jean Pierre-Bernard, um dos fundadores da Vinhetica, o Terroir & Tradicion é uma assemblage, em partes iguais das uvas Tannat, Merlot e Marselan. “A casta Merlot dá o lado redondo, o Marselan garante a estrutura e o Tannat o poder. O envelhecimento em barricas de carvalho francês, durante um ano, traz suavidade e intensidade. É um vinho mais encorpado, especial, elegante, resultado da associação da paixão do Gaspar Desurmont, de jovens enólogos brasileiros e da experiência da Vinícola Guatambu, na Campanha Gaúcha”, explica.

Ainda segundo o especialista, o Terroir d’Effervescence, produzido na Serra Gaúcha, é a assemblage de 40% de Chardonnay, que traz elegância; 30% de Pinot Noir, que dá estrutura e boa persistência no paladar; e 30% de Riesling, Itálico que lhe dá um grande frescor. “Sob a supervisão de Gaspar Desurmont, que também é um dos fundadores da Vinhetica, e do enólogo Alejandro Cardoso, oferecemos ao público uma aliança perfeita do terroir brasileiro e do savoir-faire francês”.

Lançada em agosto de 2014, a Vinhetica já dispõe em sua carta de vinhos o refrescante Terroir de Rosé, ideal para aperitivos e para acompanhar qualquer refeição, e do Terroir de Rouge, tinto leve, cheio de vitalidade, apoiado por uma acidez no final. A marca já despertou a atenção de renomados críticos da área, como Gabriela Monteleone, Didu Russo, Laurent Suaudeau e Emmanuel Bassoleil.

Sobre a Vinhetica

A Vinhetica (junção das palavras vinho e ética) é uma nova marca de vinhos brasileira com sotaque francês, já presente nos mercados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul. O projeto de Jean Pierre Bernard e Gaspar Desurmont consiste em desenvolver um vinho sustentável e de qualidade na Campanha Gaúcha (vinhos tinto e rosé) e na Serra Gaúcha (vinho espumante) com a utilização da tradição francesa em solo brasileiro. Está ligada aos três eixos do desenvolvimento sustentável: ecologicamente correto, socialmente justo e economicamente viável.